Receita de Couve-flor com molho de amendoim
Maio 29, 2019
Acordar cedo: é bom ou ruim?
Junho 3, 2019
Tudo

O alongamento é uma prático que deve ser praticado por todos, bastante comum para quem faz esportes, academia e entre outros meios de exercício físico. Recomendado desde para atletas e sedentários, o alongamento deve ser feito regularmente para diminuir a sobrecarga nas nossas articulações durante movimentos simples na rotina.

O benefício desse exercício é o ganho da flexibilidade por meio de estiramentos das fibras musculares. O objetivo é permitir mais agilidade e aumentar a amplitude do movimento muscular e da elasticidade, sem tensões desnecessárias.

Muitos se perguntam, alongar antes ou depois do exercício? A verdade é que vai depender do seu objetivo, por exemplo, alongamentos estáticos (sem movimento), gera o ganho de flexibilidade por um curto período de tempo.

Existem diversos tipos de alongamentos, cada um com propósitos diferentes, conheça alguns:

Alongamento estático: como dito anteriormente, é o que não ocorre movimentos, feito quando os músculos são esticados e você permanece na mesma posição por algum tempo. O ideal é ficar em cada posição entre 20 e 30 segundos, a mais que isso são considerados desnecessárias.

Alongamento passivo: é feito com a ajuda de algum aparelho, como faixa elástica, bola ou até mesmo de uma pessoa.

Alongamento dinâmico: como o nome já diz, são os que causam movimentos, é indicado para o ganho de flexibilidade. Alguns exemplos são: elevação dos joelhos, agachamento e rotação de braços e tronco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *